Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!

Evento de Recompensas por narrações

Seg 9 Jan 2017 - 23:27 por Quíron

Olá Deuses!

Muitos de nós (Deuses) nos matamos de narrar para os campistas e acabamos não tendo tempo para os nossos próprios personagens. Pensando nisso resolvi criar um sistema de recompensas para as narrações que os Deuses narrarem para os outros campistas.

Todas as narrações que o Deus narrar vai ser avaliada e receberá uma quantidade de xp equivalente a qualidade e o tamanho da narração. Todos os Deuses estão participando desse evento, seja Olimpiano ou Menor.

Toda vez que terminar uma narração você deverá me mandar por mp o link da narração e pedir para que os campistas que participaram também mande mp para mim falando um pouco da narração e dando uma nota …


Comentários: 0

Narração via Skype

Dom 8 Jan 2017 - 21:35 por Quíron

Olá Campistas!!!

Venho trazer para vocês hoje uma narração um "pouco" diferente da original, uma narração via Skype! Sim, isso mesmo.

Todos nós sabemos que a maioria das pessoas não conseguem mais jogar no fórum por conta do tempo, muitos estudam e trabalham e isso impossibilita com que eles consigam postar. Pensando nisso eu resolvi fazer um teste de uma narração pelo Skype.

Peço para que todos postem suas opiniões aqui nesse tópico sobre esse tipo de narração e se elas devem continuar.

narração via skype - Dani e Wel.wav

Comentários: 0

Problemas com as contas Olimpianas

Dom 8 Jan 2017 - 13:29 por Quíron

Olá Olimpianos.

Depois de um backup feito no fórum os direitos de administrador de todos os olimpianos foram retirados automaticamente pela Forumeiros. A princípio é para esse erro já ter sido corrigido, se algum Olimpiano ainda estiver com problemas mande mp ou fale comigo no Facebook: https://www.facebook.com/paulohenrique.morais.9

Desculpe o transtorno, Quiron.


Comentários: 0

Vagas de Deuses Menores!

Sab 17 Dez 2016 - 21:20 por Poseidon


Temos vagas!


Final do ano, férias escolares, fórum ativo. Sabem o que isso significa? Sim, estamos precisando de narradores! Sempre quis narrar para seus amiguinhos mas nunca soube como? Pois bem! Siga os passos a seguir e junte-se à equipe!

Perguntas:


Qualquer um pode ser Deus menor?

Sim, mas devem seguir alguns critérios:
1. Estar no fórum a mais de 1 semana
2. Ter noção de narração e combate
3. Saber tudo que tem no Tutorial de combates, rodadas e turnos


Como eu faço para ser Deus?

Mante um MP (Mensagem Privada) para mim, Poseidon, e eu negociarei os cargos com quem estiver interessado.


Mas eu quero ser Olimpiano, como faz?

Primeiramente, todos deveram começar …


Comentários: 0


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Arenas » Arena MvP » 

Ir à página : 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 2]

MvP Teste - Richard Fray

por Selene em Dom 31 Jan 2016 - 16:46

Selene

avatar
Deusa Menor
Deusa Menor
Ver perfil do usuário
Era uma noite fresca no Acampamento Meio-Sangue. Os campista já tinham jantado e estavam em seus devidos chalés, prontos para irem dormir Bem, nem todos iriam dormir. Quíron havia chamado o conselheiro do chalé de Dionísio. Uma missão fora passada ao garoto.

Richard deveria escoltar um indefinido romano que havia sido salvo pelo acampamento grego, já que o acampamento grego era o mais próximo, foi ele quem resgatou o legionário indefinido, para mantê-lo em segurança. Richard deveria escoltar George até Nova Roma, teria que ser uma viagem tradicional, já que o portal dos acampamentos estavam impossibilitados por causa do solstício que se aproximava.

Quíron entregou 250 dolares na mão de Richard e ordenou que ele partisse o mais rápido possível. Logo os garotos eram levados por Argos para o mundo mortal. Os semideuses olhavam o relevo da plantação de morango que se tornava sombrio, e as luzes da casa grande sendo apagadas.

A viagem até a rodoviária havia sido bem tranquila. Chegaram consideravelmente bem. Tirando o fato que ambos estavam nervosos, Gerge havia tido uma vida difícil, não tivera pais e havia perdido a irmã caçula. Richard já havia adquirido até um certo afeto pelo garoto.

Argos partiu e logo eles estavam sozinhos, a missão era real, e começava já. Se viam na fila para embarcar no ônibus. Já embarcados, passaram cerca de 1 hora dentro do ônibus. A viagem seguia tranquila e Georgia dormia tranquilamente. Richard sentiu um pequeno solavanco no ônibus seguido de uma brusca freada, aquilo o deixara alarmado.

Os garotos viram chamas a distancia, parecia que um ônibus a frente pegava fogo. Uma senhora que estava sentada atrás dos garotos gargalhou e sibilou:

-FINALMENTE HAHAHAHA.

A senhora abriu a janela e saltou, sumindo na nevoa noturna. Logo o silencio do ônibus foi tomado pelo caos e pela gritaria, uma pequena explosão foi ouvida e Richard ouviu um grito de uma garota clamando por ajuda pelo lado de fora.

Aparentemente a tranquilidade havia sido extinta.





~Cada um de nós é uma lua que tem um lado escuro que nunca mostra a ninguém ~
#1

Re: MvP Teste - Richard Fray

por Ω Richard Fray em Dom 31 Jan 2016 - 20:57

Ω Richard Fray

avatar
Filho(a) de Dionísio
Filho(a) de Dionísio
Ver perfil do usuário
A brisa noturna era uma coisa engraçada. Por mais que houvesse toque de recolher, os membros do chalé 12 sempre ficavam acordados até um pouco mais tarde, seja para conversar entre si, brincar ou mesmo fazer pequenas festas às escondidas. Poderíamos nos considerar como o grupo mais animado de semideuses, vencendo até mesmo o chalé de Hermes pelo fato de não ser um lugar superlotado e com todas as pessoas possuindo personalidades parecidas.

Mas eu não confraternizaria naquela noite.

Quíron havia me passado uma missão. Ou melhor, pediu que eu concluísse uma missão. Eu deveria escoltar George até seu verdadeiro lar, o Acampamento Júpiter, o que para mim era um motivo de tristeza, pois eu, de certa forma, havia me apegado a ele em virtude de sua história. Sempre tentei animá-lo para o fato de, apesar de grandes adversidades, ele ainda estava ali, vivo, e poderia sim, à sua maneira, fazer a diferença.

A viagem com Argos foi tranquila. Eu havia recolhido alguns de meus equipamentos para a viagem, como sempre fazia em escoltas. Essa era uma coisa que estava se tornando rotineira para mim a ponto de me fazer rir, porque apesar de você se acostumar, nunca está realmente preparado. Nunca se sabe o que pode acontecer, mas a ideia de adquirir novas experiências era sempre animadora.

Foi aí que tudo começou.

Já estavamos no primeiro ônibus que nos levaria a São Francisco. Aparentemente tudo tranquilo, até o som de uma explosão ecoar e logo em seguida nossa condução parar bruscamente. Eu havia percebido que estávamos numa encrenca no momento exato em que a mulher deu risada e pulou pela janela. Ela não era humana e deveria ter preparado alguma emboscada. Os gritos de uma voz feminina pedindo ajuda foram mais que suficiente para eu levantar, chamando o garoto que estava sob minha responsabilidade para vir junto:

- Geoge, se prepare pra sair pela porta de trás. Não saia de perto de mim em momento algum.

Pego minha espada média de prata e procuro avaliar a situação de fora. Era muita coisa acontecendo. Uma explosão à frente, um monstro em potencial próximo e uma pessoa pedindo ajuda, além de uma pessoa para proteger. As coisas estavam difíceis.


Equipamentos:

Braçadeira Conselheiro [12]
Elmo Comum
Peitoral de Couro
Adaga
Bomba de fumaça caseira (x1)
Sabre
Espada[Média][Prata]
- Florete "Ároma" [Oricalco][Detalhes em Bronze][¥]
__________________
Acessórios:
Ramo da Insanidade.
- Tatuagem do Vinho %
Esfera Explosiva [Pequena] (x5)
Faca de Arremesso(x18)
__________________
Mochila Comum:
Poção de Cura [Heroica] [x5]
Poção de Energia[Mítico] [X5]
Afrodite Personalité Forte(x2)
Hermes Personalité Forte (x2)-
_________________
Outros:
Cacho de Uva (x3)

#2

Re: MvP Teste - Richard Fray

por Selene em Dom 31 Jan 2016 - 22:38

Selene

avatar
Deusa Menor
Deusa Menor
Ver perfil do usuário
Os garotos sentiam o perigo percorrer o tempo em que se encontravam, como um mar de lava, que por mais belo e lento que fosse, era perigoso e letal. Era assim a situação. Ver a explosão do ônibus a frente dava um show de luzes lindos. Estavam distantes o suficiente para estarem seguros e não se queimarem, mas o calor e o ruído se faziam presentes.

George se postou atrás de Richard como lhe fora mandado. A frente das explosões Richard via a silhueta de 4 criaturas totalmente negras, o fogo atrás delas fazia com que se tornassem verdadeiras sombras vivas.

Junto das criaturas havia um ser, que Richard identificou rapidamente como um legionário nato. O rapaz tinha uma armadura que ao fogo se tornava um brilhante latão cor de âmbar. Em suas mãos duas espadas eram dispostas em um combate mortal. O menino lutava mortalmente com as quatro sombras, que reagiam com armas igualmente sombrias.

O semideus fora atingido no ombro, que logo foi perfurado. Um grito irrompeu da noite e atrás dele o mesmo grito feminino que parecia vir de dentro das chamas. Os sombrios continuaram a perfurar o corpo do menino até que seus gritos cessaram e um corpo passou a jazer no asfalto da rodovia.

A multidão de mortais que desceu do ônibus começou a gritar, provavelmente a nevoa havia os mostrado a morte, Richard só não sabia que tipo de morte. Richard se exasperou, vira as criaturas pegando o corpo e arremessando nas chamas. Uma nova explosão ocorre, e mais gritos de ajuda são ouvidos.

Vários mortais correram para próximo das explosões, estavam cara a cara com as silhuetas negras, que estavam com algo grande dentro de um saco, o filho de Dionisio não sabia oque continha naquele saco, mas sentia que era algo bem ruim. Ele pensou em avançar, salvar aqueles mortais, antes que mais vidas fossem perdidas. Até que George o tirou de seus pensamentos:

-Richard, esqueci minha mochila com a espada quem ganhei no seu acampamento lá no ônibus. Irei pegá-la, juntos talvez podemos deter esses monstros.

Sem nem dar tempo de Richard o responder, George correu para o ônibus para pegar sua mochila. Richard voltou a olhar a multidão. As silhuetas os cercavam e dois mortais já estavam no chão, os outros choravam atordoados em silencio, como se estivessem ficado mudos de uma hora pra outra. Richard estava a um passo de ir até lá quando ouviu uma gargalhada alta, vinda de suas costas.

Fora a mesma que ele ouvira no ônibus, ele não entendeu oque era até que seus pensamentos haviam entendido oque acontecia GEORGE. No ônibus que eles estavam, chamas começavam a queimar, iam se alastrando pelos bancos, e derretendo a tinta da lataria. Mais pânico se espalhava entre os mortais, que aquela altura já estavam tomados pela loucura.

Richard não havia saído do lugar, o garoto tinha que decidir, ir atrás de George ou salvar os mortais daquelas silhuetas demoníacas. Ele não sabia oque fazer, mas teria que decidir, salvar George ou os mortais que já estavam todos no chão?. Caso ele deixasse tudo se acabar, sabia que ele seria o próximo alvo, e pela situação que ocorria, não sabia se teria chances em uma luta, pois tinha certeza que havia oponentes a esguelha esperando para dar o bote, apenas assistindo a situação com escarno.





~Cada um de nós é uma lua que tem um lado escuro que nunca mostra a ninguém ~
#3

Re: MvP Teste - Richard Fray

por Ω Richard Fray em Dom 31 Jan 2016 - 23:01

Ω Richard Fray

avatar
Filho(a) de Dionísio
Filho(a) de Dionísio
Ver perfil do usuário
Deuses, o que está acontecendo?

Eu estava estático. Era muita informação, pouco tempo e muitos acontecimentos. Ver a figura de um legionário morrer em minha frente me deixou em estado de choque. Eu não o conhecia, de fato, mas aquele rapaz estava lutando contra aquelas criaturas e fora impiedosamente assassinado. Para piorar, me deparo com uma grande encruzilhada. Os mortais, provavelmente sob efeito da névoa começaram a ir para a direção do fogo, estavam sendo derrubados e uma chacina estava literalmente acontecendo.

George me trás de volta para a terra quando diz que esqueceu a mochila. Antes que eu pudesse responder ele havia corrido. Droga! Minha mão estava segurando o cabo de meu florete. Em uma situação normal eu sabia que deveria avançar e agir por minha conta e risco, mas eu tinha a missão de proteger aquele garoto. E agora, um grupo de mortais desorientados.

Foi quando a segunda explosão aconteceu. Do ônibus em que estávamos, mas como? Pelos deuses, George!

Minha reação foi como a de qualquer ser humano comum. Eu iria atrás da pessoa que eu conhecia, a quem eu tinha apego. Corro até o ônibus, que estava mais próximo e procuro por George. Ele tinha que estar vivo. Eu não poderia suportar perder mais uma pessoa, um companheiro, sem poder fazer nada.  Pai, se estiver vendo isso, espero que me perdoe. Essa é minha escolha - Penso enquanto corro.

A probabilidade de encontrá-lo era mínima se ele estivesse ali dentro. Se estivesse vivo, dificilmente estaria ileso. Mas eu precisava de um motivo pra encarar aquela situação caótica, eu precisava de um apoio, mesmo que moral ou psicológico.

Caso eu o encontre vivo, tendo deixá-lo em um local mais afastado do fogo enquanto me coloco a observar o que acontece. Eu preciso pensar no que fazer. A única certeza que eu tinha era que os causadores disso tudo não sairiam impunes.

#4

Re: MvP Teste - Richard Fray

por Selene em Seg 1 Fev 2016 - 21:07

Selene

avatar
Deusa Menor
Deusa Menor
Ver perfil do usuário
Richard se exasperou ao perceber que seu companheiro corria perigo e correu até o ônibus para socorre-lo. A esperança de encontra-lo inteiro ia se esvaindo a cada passo que o campista dava em direção ao ônibus. Richard era experiente e sabia que a experiência com monstros é bem delicada.

O filho de Dionisio chegou rapidamente no ônibus, as chamas ainda não o queimavam no interior totalmente. Richard entrou pela porta do meio, já que era a única aberta e se dirigiu até o fundo, onde eles estavam sentados. Percebeu que George gritava e lutava desesperadamente contra uma velha. A velha era alta. E estava nua, seu corpo era escamoso e velho, num tom opaco que ao brilho de todas as chamas que queimavam naquela noite, dava a impressão de que ela derretia.

A velha sibilava, e pedia por algo que o campista tinha. George berrava em negação. Richard parou alguns passos antes para entender oque ocorria.

- Me entregue meio-sangue imundo.

Sibilava em boca semicerrada. E George apenas respondia:

–É a única lembrança de minha família, de minha mãe. Irei matar você até que o caos a estupre no tártaro.

Richard não entendeu do que se tratava, apenas sabia que a velha queria algo de George. Antes que Richard pudesse chegar até os dois, a velha atacou George. Com suas mãos que se revelaram garras intensas que cortaram o tórax de George num imenso X.

O garoto não teve tempo de reação e logo se via caído no chão, jorrando sangue. Richard sentiu o coração palpitar. Há pouco tempo ele havia perdido um irmão, o antigo conselheiro. Mark havia morrido em missão. Havia sido um choque para Richard perder alguém tão próximo e agora ele assistia a vida de George se esvair lentamente, como uma ampulheta derrubando os últimos grãos de areia, mostrando que o tempo estava acabando.

George estava em agonia, a dor ia corroendo seu ser, e a velha assistia lentamente, até que a velha se abaixou, tomou algo das mãos de George e pulou pela porta traseira, quebrando os vidros e desaparecendo na noite.

Richard correu até George para analisar melhor a situação. O corpo de George emitia um odor muito desagradável, provavelmente um veneno estaria corroendo sua carne. Com muita dificuldade, o romano balbuciou para Richard:

-Impeça ela de pegar a maça, ela é amaldiçoada, trará ruina a toda paz que conhecemos.

Ao balbuciar essas palavras, George desmaiou e começou a ter convulsão. Richard sentia seu sexto sentido alertando que o bem que a velha demoníaca havia levado era algo importante e ele sabia que era por isso que o romano precisava de uma escolta.

Richard tinha que decidir rapidamente. Se ele ficasse com George, a velha iria sumir e os humanos lá fora iam todos morrer. Se ele fosse atrás da velha, George morreria por falta de ajuda e muitas vidas mortais seriam perdidas.

Uma explosão dos vidros dianteiros do ônibus despertou Richard. O fogo já estava alastrado quase chegando no fundo e alcançando o tanque de combustível, logo uma explosão total iria acontecer. Richard tinha que decidir sem demorar, o destino de vários fatores estava em suas mãos.





~Cada um de nós é uma lua que tem um lado escuro que nunca mostra a ninguém ~
#5

Re: MvP Teste - Richard Fray

por Ω Richard Fray em Seg 1 Fev 2016 - 22:17

Ω Richard Fray

avatar
Filho(a) de Dionísio
Filho(a) de Dionísio
Ver perfil do usuário
Quando foi que aquela velha entrou?

Foi tudo tão rápido e minha mente estava tão conturbada que eu só estava de volta a mim quando o garoto, sangrando muito, falou:

-Impeça ela de pegar a maça, ela é amaldiçoada, trará ruina a toda paz que conhecemos.

Droga, não tenho conhecimentos médicos e muito menos tempo para tentar improvisar qualquer coisa. Retiro o corpo de George dali, carregando-o no colo. Ele não poderia morrer ainda. Não daquela forma. Eu não me perdoaria se aquilo acontecesse.

Saio o mais rápido possível e vou para o mais longe que posso com o pequeno legionário em meus braços. A essa altura, eu já não era capaz de conter lágrimas de tristeza, agonia e desespero. Aquila era uma carga grande demais para mim.

Mas eu precisava suportar.

Quando eu me afastar o suficiente para escapar do range da explosão, repouso cuidadosamente o corpo do menino sobre o chão. Por mais que eu desejasse, eu sabia que salvá-lo estava além de minhas capacidades. Tento apenas reanimá-lo para que ele tenha pelo menos uma última visão desse mundo, mas algo sem qualquer sinal de caos, dor ou sofrimento. Ele teria a melhor visão de sua vida. Dedicaria toda a minha capacidade de criar ilusões para que ele se visse em um lugar pacífico, com sua família e quem quer que ele gostasse. Peço mentalmente a Dionísio, meu pai, que me guiasse nessa criação, que certamente também era algo distante de minhas habilidades.

Somente dessa vez...

Tânatos, Hades, senhores da morte e reino inferior, rogo-lhes que guiem a alma desse jovem e bravo garoto ao mais digno espaço de seus domínios. Sei que não sou digno de fazer tal pedido pelo fato de a culpa de seu falecimento ser minha, mas eu realmente imploro, que ele, que tanto sofreu, tenha pelo menos um fim digno de um humano que lutou até o último momento.

Nesse momento, meu sangue ferveu como nunca.

- Juro pelo rio estige, que irei aos confins do mundo buscá-la, maldita. Você vai pagar.

Mesmo que ela tenha desaparecido de minha vista, aquilo não importava.  Fui claramente vítima de uma ação premeditada e alguns participantes ali se encontravam. Irei na direção do primeiro monstro do recinto que eu avistar, caminhando lentamente até ficar a 10 metros dele, observando a situação.

#6

Re: MvP Teste - Richard Fray

por Selene em Seg 1 Fev 2016 - 23:26

Selene

avatar
Deusa Menor
Deusa Menor
Ver perfil do usuário
Richard fora nobre com seu companheiro George. O tirou do ônibus e orou pela alma dele. Em resposta, madressilvas negras se enroscaram ao corpo de George e lentamente ele foi se desfazendo em sombras, apagando totalmente sua existência.

O campista jurara que George não teria partido em vão, mas em um mundo tão vasto de entidades superiores, Richard se tornava tão pequeno, tão frágil. A velha era apenas uma odiada lembrança. Por isso ele resolveu agir, e fora observar os ouros monstros.

O filho de Dionisio viu que não havia mais nenhum humano de pé, todos jaziam no chão com olhos vidrados, não estavam mortos, estavam em um transe sobrenatural. O campista passara por tanta coisa que não havia percebido o mais obvio. George era alguém importante, pra ter sido necessário escolta. Será que era filho dos três grandes? Ou descendente de algum líder bem sucedido de Roma?

Richard já não tinha a quem perguntar no momento, teria que se consolar ali até que encontrasse uma maneira de sair daquele local macabro, marcado por corpos em transe, e onde ele presenciara a morte de dois semideuses. Os monstros iam pulando nas chamas e sumindo, dando a Richard a confirmação de que nada poderia ser feito no momento.

Por não haver mais humanos, ele estava só. Os ônibus agora já eram latões, inúteis. O garoto teria que encontrar um novo meio de transporte para um novo destino, mas para onde? Rumo lhe faltava. Vinte metros antes das chamas, onde le já havia passado, ele via uma rodovia, e percebia que o local onde ele se encontrava era uma estrada de retorno, por isso não tinha movimento. Ele teria que andar um pouco para tentar conseguir uma carona. Pelo menos teria tempo para refletir.





~Cada um de nós é uma lua que tem um lado escuro que nunca mostra a ninguém ~
#7

Re: MvP Teste - Richard Fray

por Ω Richard Fray em Seg 1 Fev 2016 - 23:49

Ω Richard Fray

avatar
Filho(a) de Dionísio
Filho(a) de Dionísio
Ver perfil do usuário
A pergunta que eu me fazia era: Como não me sentir um lixo?

Em um curtíssimo espaço de tempo, fui surpreendido com a morte de dois semideuses. Não havia nada que eu pudesse fazer, estava tudo fora do meu alcance. Para completar, os demonios que antes pulavam pareciam também me ignorar agora, pois estavam desaparecendo, aos poucos.

Insignificante. Essa era a palavra que me definia.

Eu andava sem rumo por aquela rodovia. Desolado, destruído. Não fisicamente, pior, mentalmente. O que eu deveria fazer? Reportar tudo ao acampamento era minha função, mas aquela hora ninguém me receberia. Não iria atrás de carona nenhuma. Apesar de ter visto aquela maldita rodovia e saber que era minha única alternativa, resolvo seguir a pé, independente do tempo que eu deveria andar, independente de eu me cansar, independente de eu correr o risco de ser atacado.

Nada mais importava.

#8

Re: MvP Teste - Richard Fray

por Selene em Ter 2 Fev 2016 - 22:02

Selene

avatar
Deusa Menor
Deusa Menor
Ver perfil do usuário
Sentindo o peso do mundo nas costas Richard foi praguejando e caminhando sem rumo. O garoto sentia sua vida esvaindo, sem razão para continuar ali. Mas sabia que não poderia desistir. Havia feito uma promessa, jurara pelo Estige que George não morrera em vão.

Inerte em seus pensamentos o garoto fora andando sem ver o tempo e a distancia passar e quando voltara a si mesmo percebeu que a rodovia terminava numa outra, formando uma bifurcação. Olhando para a direita, Richard percebeu que outra rodovia se ligava até ali. Richard avistou ônibus passando na penumbra noturna, talvez um ponto de taxi ou de ônibus exista próximo dali.

Ao olhar para a esquerda ele percebera que era a entrada de uma pequenina vila, talvez ali conseguiria ajuda. Passou pelos seus pensamentos que por ser próximo do massacre presenciado, alguns monstros poderiam estar por ali. Mas para qual direção seguir?

-DECIDA-SE ! DESTRUA-OS !

Uma voz imperativa reinou nos seus pensamentos, obrigado Richard a tomar uma decisão e seguir por um dos caminhos.





~Cada um de nós é uma lua que tem um lado escuro que nunca mostra a ninguém ~
#9

Re: MvP Teste - Richard Fray

por Ω Richard Fray em Ter 2 Fev 2016 - 22:13

Ω Richard Fray

avatar
Filho(a) de Dionísio
Filho(a) de Dionísio
Ver perfil do usuário
Eu estava realmente disposto a seguir para a vila. A primeira ideia que se passa em minha mente é que os monstros poderiam estar atacando-a, como fizeram com os ônibus. Contudo, as palavras que ecoaram em minha mente me trouxeram à realidade. O que eu poderia fazer? Dois semideuses morreram por minha culpa. Se eu fosse para lá, veria apenas mais carnificina.

- Me abstenho - É a minha resposta para a voz que estava tentando me impregnar.

Sigo para a outra direção. Eu não voltaria ao acampamento até que essa questão pessoal fosse resolvida. Vou até o ponto de taxi/ônibus a fim de pegar uma nova condução, a primeira que vier. Eu precisava me movimentar e tentar achar quem quer que seja, desde que seja suspeito e interrogá-lo sobre a tal maçã.

#10

Re: MvP Teste - Richard Fray

por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado


#11

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 2]

Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum