Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!

Autores nos tópicos

Dom 2 Jul 2017 - 20:55 por Ártemis

Autores nos tópicos

Recentemente adicionei em todos as postagens do tópico de Tutoriais e Guias bem como
o tópico da Biblioteca o nome de quem fez, quem ajudou a fazer, quem editou (boa parte do conteúdo), e quem ajudou com a ideia.

Assim temos uma visão mais clara de pessoas que, apesar de a maioria não saber, ajudaram com o crescimento e evolução do fórum.

Lembrando que todo o conteúdo criado para o fórum é de autoria do mesmo. Todo "direito autoral" que estabelecemos aqui é de Rick Riordan, o criador das séries Percy Jackson e Os Heróis do Olimpo.


Comentários: 0

EVENTO DOUBLE ALEGRIA DE FÉRIAS

Ter 27 Jun 2017 - 14:28 por Selene

Evento Double Alegria de férias



Evento válido do dia 01/07/2017 até 15/07/2017


Férias de Julho chegando e nada melhor do que um evento double pra levantar os ânimos do fórum. Chamem seus amigos e desfrutem do evento
DOUBLE ITENS, EXP e DRACMAS





Comentários: 1

Problemas com as contas Olimpianas

Dom 8 Jan 2017 - 13:29 por Quíron

Olá Olimpianos.

Depois de um backup feito no fórum os direitos de administrador de todos os olimpianos foram retirados automaticamente pela Forumeiros. A princípio é para esse erro já ter sido corrigido, se algum Olimpiano ainda estiver com problemas mande mp ou fale comigo no Facebook: https://www.facebook.com/paulohenrique.morais.9

Desculpe o transtorno, Quiron.


Comentários: 0

Vagas de Deuses Menores!

Sab 17 Dez 2016 - 21:20 por Poseidon


Temos vagas!


Final do ano, férias escolares, fórum ativo. Sabem o que isso significa? Sim, estamos precisando de narradores! Sempre quis narrar para seus amiguinhos mas nunca soube como? Pois bem! Siga os passos a seguir e junte-se à equipe!

Perguntas:


Qualquer um pode ser Deus menor?

Sim, mas devem seguir alguns critérios:
1. Estar no fórum a mais de 1 semana
2. Ter noção de narração e combate
3. Saber tudo que tem no Tutorial de combates, rodadas e turnos


Como eu faço para ser Deus?

Mante um MP (Mensagem Privada) para mim, Poseidon, e eu negociarei os cargos com quem estiver interessado.


Mas eu quero ser Olimpiano, como faz?

Primeiramente, todos deveram começar …


Comentários: 0


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Arenas » Arena MvP » 

Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 3]

Hermes

avatar
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Louise foi enxotada do chalé 5. Ela estava mendigando itens quando Charlie disse claramente "Vai upar, porra. Depois tu pensa em voltar aqui". E tem seus pertences jogados precisamente na cabeça. Ela vai puta da vida pra arena, porque precisa descontar essa raiva em alguém.

No caminho, se depara com outros dois semideuses, novatos como ela. Um filho de Hypnos, Domminick (que era gostoso demais pro padrão do seu chalé) e outro que ainda era indefinido. Como acabou de ser humilhada, a garota se toca de que não pode soltar graça pra nenhum dos dois porque isso não é legal (Se pagar de putanha com eles vai ser penalizada. Desafio interpretativo). Seria uma batalha em trio.

Os ritos de passagens de monstros acontecem e os três se deparam com apenas dois adversários: Um minotauro e um Elfo arqueiro. Os dois monstros estão a 10 metros do trio.



Minotauro - 100%
Elfo Arqueiro - 100%


Recomendações:

Postem os itens e skills. É nóis.

#1

Louise Moore

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário
Estar puta com a vida não era nenhuma novidade. Desde que eu havia chego no acampamento eu vivia estressada. As atividades não me animavam, ter que cooperar com bocós de outros chalés tornava meu humor ácido. As pessoas simplesmente achavam que eu tinha que fazer tudo por elas. Qual é ! Minha vontade era explodir aqueles palermas. Mas me segurei.

Regressar ao chalé me fez se sentir mais calma, pelo menos por ora. Cripto estava lá, e ele era sem dúvidas o melhor irmão. Sempre dava dicas e acabou me presenteando com uma espada. Eu estava excitada com isso, era meu segundo presente, o outro uma irmã também havia me dado.

Tudo ia bem, até o Cripto virar as costas. Como eu sempre digo, estou cercada por cavalos petulantes. E infelizmente um deles é meu irmão Charlie. Talvez por inveja ele me colocou pra fora do chalé e arremessou meus itens, jurei a mim mesma que iria fazer um cuecão nele, que ele ia ficar assado até o próximo solstício.

Aquele merda ia me pagar, e ia ser com sangue e com todos os dentes dele. Como eu estava sem lugar para ficar, iria para a arena estourar a cara de alguns palhaços, esperava que fossem mudos, porque ouvir gracinha na situação em que eu estava era pedir pra degolar as galinhas. Coloquei minha armadura e desembainhei minha espada.  Eu estava pronta para ir.

Como os deuses me enxiam o saco, colocaram mais dois insetos no caminho. Dei um desconto por serem novatos, iria tentar ter paciência. Afinal, tiveram comigo. A ideia de ter companhia me incomodava, queria gritar e bater até neles. Mas me contive. Eu não era um animal irracional, se fosse pra descontar em outro ser, que seja nos meus oponentes na arena.

Percebo dois oponentes. Um minotauro e um elfo arqueiro.  Arma de longo alcance me fez hesitar. Não poderia correr na direção deles e deixar meus companheiros se ferirem, mesmo eu não me importando muito com eles, depois poderia dar uns petelecos naquelas antas. Só esperava que eles não fossem pesos mortos, se não eu ia brincar de tiro ao alvo com corpos de semideuses.

Embainhei a espada novamente, tinha que tomar a dianteira. Peguei meu escudo e a lança e tomei a frente. Ordenei que eles ficassem atrás. Para evitar que tomassem dano. Não precisava de cavalos mancos ao meu lado.

-PARA TRÁS,PELO MENOS ATÉ BOLARMOS UMA IDEIA DE ATAQUE, NÃO AGUENTAREI CARREGAR CADAVER DE SEMIDEUSES CASO VOCÊS SE MATEM.  –Digo.

Começo então a analisar a batalha. Eu sabia que o cérebro do minotauro era menor que o meu, então logo ele iria me atacar. Esperaria. Deixo meu escudo posicionado, para poder aparar possíveis flechas. Continuo analisando a batalha, para não ser pega desprevenida.


HABILIDADES IMPORTANTES
Nível 1 - Ambidestria: O herói controla armas com as duas mãos com total habilidade.

Nível 1 - Regeneração de Batalha I: Os heróis regeneram 5 pontos de vida por rodada, quando estão em batalha.
Nível 4 - Filho da Guerra: Em batalha, o filho de Ares dificilmente erra seu movimento, executando quase sempre com sucesso aquilo que nasceu para fazer. (+4 AGI)

Nível 4 - Flexibilidade com Armadura: O filho de Ares, poderá se locomover bem em batalhas, de forma que a armadura não lhe causa algum problema, desconforto ou atrapalhe.

Equipamentos:

- Elmo Comum
- Peitoral de Couro
- Espada curta
- Lança Média[Elétrica]
- Escudo Espartano
- Armadura Espartana Completa
- Espada de Duas Lâminas
- Soro Curativo[Presente de Elucia](x2)*

*Soro Curativo: Soro criado por uma ninfa. Tem a capacidade de curar envenenamentos mediano-fracos e recupera 50 pontos de HP/MP

#2
Ver perfil do usuário
Essa é a primeira vez que eu iria enfrentar os desafios na arena, e por isso arranjei companhia. Eu não pude dizer quem eram seus pais divinos, era novo nisso, então decido que depois me preocuparia com isso, agora eu deveria me preocupar com os monstros que iriamos enfrentar.

Preparado com os itens que haviam me dado no chalé, entro na arena acompanhado com uma garota bela e armada até os dentes e um garoto pálido.

Do outro lado da arena vejo um Minotauro e um Elfo com um arco. Aquilo parecia um jogo de RPG, só que com risco de morrer se bobeasse.

Tomo posição entre os dois campistas, eu deveria tomar cuidado, ficaria na defensiva inicialmente para ver como os mais experientes agiam, assim eu aprenderia como me portar e agir também.

Equips e Itens:
- Elmo Comum
- Peitoral de Couro
- Espada Curta

#3

Dominick Cobb

avatar
Filho(a) de Hypnos
Filho(a) de Hypnos
Ver perfil do usuário
Cara. Eu achava minha cama na casa de Miles aconchegante o suficiente para dormir por décadas intermináveis.
Multiplique isso por 50. Era estar no chalé de Hipnos.

Não era raro um sátiro abrir a porta e cair desmaiado no chão, e foi isso que me tirou da minha cama.

'Caralho, se eu ficar aqui dentro vou ter 80 anos logo pela manhã.'

Pego minha flauta na mão direita, e minha espada eu embainho no cinto. Meus equipamentos de proteção estavam em seus devidos lugares.
Penso em ir para a arena, nossa que ideia ótima! Eu estava evitando a construção desde que cheguei simplesmente por falta de vontade de ir até lá, mas a hora tinha chego.

Dou chutes no sátiro até ele sair de dentro do chalé e fecho a porta. Inspiro o ar dali de fora e vejo que ele não tem cheiro de sono. Daora.

Então encontro meus parceiros. Uma menina um pouco feia e grande e um novato como eu, porém sem pai. Tento ser gentil com ele e lhe dar um soco no braço antes de rumar para a arena (para a filha de Ares eu nem olho).

Assim que nossos inimigos são revelados, fico tenso. Parecia o primeiro concerto que eu toquei em Las Vegas, só que mais mortal e feio, porém como no concerto, não fraquejei e estufei o peito.

'Amigos, cuidado para não ficarem sonolentos, eu posso causar isso nas pessoas.' - Digo sorrindo para o indefinido e dando um leve tapa nas costas da filha de Ares.

Me preparo para a batalha. Assim como no meu primeiro concerto, ia tocar uma melodia para deixar a platéia sonolenta. Miles sempre dizia 'Não gosta de os ver te encarando? Faça-os fechar os olhos.'

É isso que penso em fazer, e já começo a andar quando a filha de Ares entra na minha frente...
Faço voz de falsete a imitando 'Para trás'. Com uma leve risada, emendo: 'Relaxa ai monstra, deixa que eu cuido do arqueiro. Pega seu irmão peludo ali que é nóis.'

Então começo uma caminhada circular indo em direção ao elfo com a flauta na boca. Minha melodia deixava até eu mesmo com sono, imagine um Elfo com a audição apurada? Bom, pelo menos eu supunha que ele tinha a audição apurada, era o que passava no senhor dos anéis.

Vou andando na direção do elfo com calma e atento para desviar de algum projétil arremessado por ele. Minha música não falhava, mas caso ele consiga sacar uma flecha, vai ser quase em câmera lenta.

Não paro com a melodia por um segundo. Uso de minhas técnicas de respiração para isso.

Assim que eu chegar perto do elfo (caso o minotauro esteja longe), me sento no chão com as pernas cruzadas e espero ele fazer o mesmo.
Continuo tocando minha melodia.

Caso o minotauro fique por perto (o que seria estranho vendo uma fêmea de sua espécie ali do outro lado da arena), ando até o elfo ficar entre nós dois. E continuo com minha melodia de pé, pronto para esquivar.


Itens:
Spoiler:


- Elmo Comum
- Peitoral de Couro
- Espada Curta
__________________
Acessórios:

- Flauta
__________________

Passivas:
Spoiler:

Nível 1 - Flauta do Sono: Sempre que estiver em posse de uma Flauta e usa-la para ativar suas Habilidades, estas serão maximizadas.

Nível 1 - Aura do Sono [Inicial]: O Filho de Hypnos está sempre dormindo ou com muito sono, mas não cansado. Seu sono é tanto que todo aquele que estiver por perto também se sentirá sonolento, ficando com os movimentos brevemente prejudicados dependendo de quanto sono o Campista estiver (Entre -3 e -8 de AGI). A aura do sono não prejudica os movimentos do Filho do Deus do Sono. (+10 WIS)

#4

Hermes

avatar
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
À sua maneira, o trio começa a agir.

A filha de Ares decide assumir a linha de frente, como uma ~não tão bela~ guerreira. Com seu escudo à frente do corpo, ela se concentra em tentar uma aproximação e observação dos monstros, sempre com cautela para não se tornar uma vítima dos ataques de longa distância do elfo arqueiro.

Contudo, sua concentração é quebrada pela presença do filho do deus do sono, que possuía uma aura que fazia com que aqueles que estivessem perto ficassem lentos, cansados, sonolentos. A melodia da flauta tocada por Domminick era como uma verdadeira canção de ninar, e começou afetando as pessoas mais próximas, ou seja, seus aliados.

A filha de Ares recebe um tiro de flecha em sua perna esquerda. Todos naquele recinto com exceção do filho de Hypnos estavam sofrendo com um pouco de lentidão, mas a música não afeta objetos inanimados como projéteis. Esses viajam em sua velocidade normal, o que fazia parecer um mini foguete viajante.

Alexander, que resolveu ficar na defensiva, se safa de problemas com méritos (exceto da lentidão da música e aura).

Domminick por sua vez decide tentar caminhar na direção do elfo, e quando está a 5 metros deste, percebe que a tarefa não será tão simples. O Minotauro assume a linha de frente da batalha. Mesmo estando lento, o monstro era grande o suficiente para se colocar como obstáculo para o rapaz, enquanto o elfo tomava um pouco mais de distância para se livrar dos efeitos da aura do sono e planejar novos ataques.



Minotauro - 100% - 5m de Domminick e 8 dos demais
Elfo Arqueiro - 100% - 12m de Domminick e 15 dos demais (preparando uma nova flecha, sema alvo definido)

#5

Dominick Cobb

avatar
Filho(a) de Hypnos
Filho(a) de Hypnos
Ver perfil do usuário
'Droga, justo o que eu não queria.' - Analiso rápido minhas opções.

Eu não era um estrategista brilhante, mas sou um músico de renome. Sabia ler minha platéia para escolher que música tocar a seguir, como chocar, como arrepiar, como fazer chorarem de emoção.

E o que eu precisava agora, era fazer o minotauro cair morto no chão.

Troco rapidamente de melodia. Toco um Mozart, mais especificamente, a flauta de ouro. Era uma das canções mais lindas que eu conhecia.
Boa o suficiente para fazer um minotauro querer escutar mais e mais.

Enquanto toco, vou me aproximando do minotauro. Ele era acostumado a matar heróis, eu não oferecia perigo para ele, oferecia entretenimento. Era isso que a música causava, a sensação de estupor ao sentir seus tímpanos reverberando com um som que acalma a mente e regula os batimentos cardíacos.

Continuo andando. Não me importo com o elfo, pois o minotauro me cobria.
Continuo andando. Eu tinha que derrubar aquele monstro.
Paro quando eu estiver bem próximo do monstro. Minha melodia interrompida ainda estava no ar, clamando por outra.

Do mesmo modo que a música é calma, pode ser caótica.

Dou um assopro muito forte na flauta enquanto saco minha espada. O barulho era altíssimo, e um pecado para qualquer amante de música, porém faria seu efeito.

No susto do minotauro, mordo minha flauta e dou um pulo, pegando minha espada com as duas mãos e cravando-a no peito do monstro, usando de meu peso para abrir um grande talho do peito até o umbigo.
Dando certo, me afasto dali rapidinho, atento com qualquer flechada do elfo.

Caso dê errado, fico atento para me jogar para qualquer lado, visando desviar de um possivel ataque.

E por fim, caso o minotauro avance em minha direção durante a caminhada, espero até o último segundo para desviar para o lado, e sem interromper minha música inicial, vou na direção do elfo.

#6
Ver perfil do usuário
Seja lá o que aquela flauta fazia, mas parecia estar me afetando, por isso me distancio dele, sigo para a esquerda, atento aos movimentos das criaturas, talvez aquela flauta não me afetasse tanto se eu estivesse longe dela. Lembro-me que o Elfo tinha um arco como arma, talvez eu pudesse distrai-lo para que os outros dois campistas pudessem cuidar do minotauro, cautelosamente me afasto do garoto com a flauta, e observo o Elfo, não queria  que ele me atacasse de guarda baixa. Tomando cuidado para não ser atingido caso fosse atacado pelo Elfo. Se eu conseguir me aproximar o suficiente para atacá-lo tentarei atingi-lo nos braços para que ele não pudesse usar o arco.

Equips e Itens:
- Elmo Comum
- Peitoral de Couro
- Espada Curta

#7

Louise Moore

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário
Estar em uma arena com duas pessoas que não eram destemidas me deu repulsa. O filho anta de Hypnos me desconcentrou, ótimo. Aquilo me rendera uma bela flechada. A dor me mostrou que eu não era responsável pela bunda dos outros. Por isso queria ligar o modo guerreira solitária e deixa-los lá. Mas eu sabia que isso não era correto, embora eu fosse uma vadia nervosa, eu tinha senso de certo/errado.

Senti meu orgulho ferido, me sentia humilhada por ter sido atingida. Aquilo me subia a cabeça, e quando me deparei eu já estava em |Fúria|. Sábia que quando eu estava enfurecida eu virava uma guerreira nata, talvez agora eu tenha força para nos proteger, pelo menos por ora.  Arranquei a flecha de minha perna esquerda para que eu pudesse agir.

Coloquei meu escudo a frente do corpo, das partes mais expostas. Analiso a situação. O minotauro ia atrás de Domminick, então eu tentaria pegar o arqueiro. Eu ia me movimentar na maior velocidade que eu pudesse sem me prejudicar, focaria em meu alvo para não ser distraída novamente pela aura sonolenta do filho de Hypnos. Eu contava que o minotauro por ser mais burro que eu (amém), iria ser distraído fácil, baixando a guarda para que eu possa passar por ele e chegar até o elfo.

Se eu conseguisse passar e chegar até o elfo iria utilizar a habilidade |Arma Favorita|. Usaria meu escudo para aparar as flechas e me aproximaria o máximo para não precisar andar para atacar, podendo ficar mais imóvel por causa da minha perna. Usaria a lança para estoca-lo e caso eu perceba a chance de errar, empurraria o elfo com o escudo, desequilibrando-o e então usaria a lança para finalizar.

Caso eu não consiga passar pelo minotauro, entraria na frente dele para ficar longe da mira do elfo, guardaria meu escudo por estar numa zona mais segura, já que minha armadura me garantia proteção extra. Sacaria minha espada de duas laminas e a deixaria na mão esquerda, a lança iria descrever uma espiral pra cima junto com a espada, porem em lados opostos, se desse certo, a lança se fincaria em seu tórax e a espada deceparia parte do braço dele, ou se fincaria no braço. Caso se finque, a giraria para pega-la de volta.

Faço tudo prestando muita atenção, pois já sabia que o filho de Hypnos poderia me causar problemas.

HABILIDADES IMPORTANTES
Nível 1 - Fúria: Quando o herói está em estado de fúria ele causa dano maior(+4 DANO) do que o normal, além de uma regeneração gradual de 5 HP. (+5 FOR QUANDO EM FÚRIA)

Nível 1 - Ambidestria: O herói controla armas com as duas mãos com total habilidade.

Nível 1 - Regeneração de Batalha I: Os heróis regeneram 5 pontos de vida por rodada, quando estão em batalha.

Nível 3 - Adaptador [Inicial]: Confere nível de perícia [Inicial] para todas as perícias possíveis de serem treinadas. (+ 5 MIRA, AGI, FOR E CON)

Nível 4 - Filho da Guerra: Em batalha, o filho de Ares dificilmente erra seu movimento, executando quase sempre com sucesso aquilo que nasceu para fazer. (+4 AGI)

Nível 4 - Flexibilidade com Armadura: O filho de Ares, poderá se locomover bem em batalhas, de forma que a armadura não lhe causa algum problema, desconforto ou atrapalhe.

Nível 2 - Arma favorita: O filho de Ares escolhe dentre as suas armas a sua favorita e, durante 3 rodadas, ela ganha bônus em seus ataques, sejam cortantes, perfurantes ou esmagadores. Gasta 35 de MP e só pode ser usada uma vez na narrativa.

#8

Hermes

avatar
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano
Ver perfil do usuário
Dom continua a tocar a melodia do sono e se aproxima do minotauro lentamente, fazendo o monstro ficar cada vez mais lento. Ele só precisaria de um pouco mais de tempo para conseguir colocar o monstro pra dormir.

Mas ele foi imprudente.

Soprar a flauta de modo desafinado na intenção de assustar o monstro para abrir uma brecha deu certo até certo ponto. O rapaz salta com as mãos segurando a espada e consegue apenas deixar sua arma cravada no peito da criatura. Ele não tinha força o suficiente para forçar uma ruptura no peito do monstro, que termina de sair do encanto do rapaz com a dor seguida do barulho. Uma porrada que seria feita peça mão enorme do bicho é esquivada quando ele larga a arma, deixando-a ali, como enfeite no peito do monstro, mas um chute que veio em seguida, no momento em que ele toca o chão, faz com que ele voe e tenha sua queda amortecida por Alexander, que estava tentando circundar o monstro.

Enquanto isso, a filha de Ares tinha um novo plano.

Ela consegue passar pelo minotauro em meio aquela tremenda confusão, mas não consegue chegar perto do elfo, pois esse se distanciava à medida que a garota tentava se aproximar. Qualquer monstro daquela categoria era inteligente o suficiente para não permitir a aproximação de um brutamontes do chalé 5. Filhos de Ares tinham o cheiro característico que fazia suas vítimas tentarem apenas atacar de longe, pelo menos quando os oponentes são arqueiros.

Louise tinha a sorte de possuir um escudo e apara a flecha direcionada a ela, mas a condição atual não era favorável. O elfo tinha uma mobilidade consideravelmente maior e não estava disposto a permitir que a garota se aproximasse.



Minotauro - 85% - 5m de Domminick e Alexander, 10 de Louise
Elfo Arqueiro - 100% - 12m de Domminick e Alexander.  15 m de Louise

#9

Dominick Cobb

avatar
Filho(a) de Hypnos
Filho(a) de Hypnos
Ver perfil do usuário
Tenho um leve flashback enquanto estou pendurado no peito do minotauro.
Era Miles antes do meu primeiro concerto:

'Não há necessidade de se precipitar e querer terminar o show rápido. Dite o rumo inteligentemente, não se guie pelas emoções.'

O chute que eu levei do minotauro parecia um pescotapa que meu mentor costumava me dar quando eu fazia cagada, só que multiplicado por 100 e com cheiro de boi.

Tomo uma atitude enquanto voo no ar sentindo meu peito doendo. Eu ditaria o rumo daquela batalha.
Meus pensamentos são cortados pelo meu impacto com o indefinido. Não pude deixar de dar uma risada ainda no chão enquanto me levantava e o ajudava.

Quando ambos estivermos de pé, digo para ele: 'Aparentemente sobrou pra nós dois esse monstrão ai. E eu to sem espada, então me ajude a recuperar a minha no peito do viado.'

Dito isso, dou um último grito de 'Vou distrai-lo. Se vira pra pegar minha espada.' e saio correndo na diagonal do monstro, já levando minha flauta até a boca.

A questão era que o minotauro estava ferido e a culpa era minha e somente minha.
Isso devia deixar ele |Castellan| para não cair na minha melodia, mas ainda assim eu deveria tentar, pois mesmo que ele não dormisse ficaria com os movimentos mais lentos para meu amigo recuperar minha arma.

A atenção do monstro era minha. Lá no fundo eu gostava disso, mesmo que dessa vez eu possa morrer.

Levo minha flauta até a boca e começo a tocar, ficando atento à aproximação do minotauro. Quando ele chegar muito perto, desvio para o lado mais propício, sem parar de tocar o instrumento.
Pode parecer difícil para uma pessoa comum, mas eu era Dom Cobb. Eu ria na cara do comum.

Faço isso sempre que o minotauro se aproximar. Ele não me pegaria enquanto entrasse na área da Aura do sono.



Nível 1 - Flauta do Sono: Sempre que estiver em posse de uma Flauta e usa-la para ativar suas Habilidades, estas serão maximizadas.

Nível 1 - Regeneração Sonífera [Inicial]: O Campista restaurara 10 pontos de vida e energia por turno enquanto estiver dormindo. Todos aqueles que dormirem perto do Campista receberão a metade desses pontos em vida e energia.

Nível 1 - Aura do Sono [Inicial]: O Filho de Hypnos está sempre dormindo ou com muito sono, mas não cansado. Seu sono é tanto que todo aquele que estiver por perto também se sentirá sonolento, ficando com os movimentos brevemente prejudicados dependendo de quanto sono o Campista estiver (Entre -3 e -8 de AGI). A aura do sono não prejudica os movimentos do Filho do Deus do Sono. (+10 WIS)

#10

Conteúdo patrocinado


#11

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 3]

Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum