Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!

Autores nos tópicos

Dom 2 Jul 2017 - 20:55 por Ártemis

Autores nos tópicos

Recentemente adicionei em todos as postagens do tópico de Tutoriais e Guias bem como
o tópico da Biblioteca o nome de quem fez, quem ajudou a fazer, quem editou (boa parte do conteúdo), e quem ajudou com a ideia.

Assim temos uma visão mais clara de pessoas que, apesar de a maioria não saber, ajudaram com o crescimento e evolução do fórum.

Lembrando que todo o conteúdo criado para o fórum é de autoria do mesmo. Todo "direito autoral" que estabelecemos aqui é de Rick Riordan, o criador das séries Percy Jackson e Os Heróis do Olimpo.


Comentários: 0

EVENTO DOUBLE ALEGRIA DE FÉRIAS

Ter 27 Jun 2017 - 14:28 por Selene

Evento Double Alegria de férias



Evento válido do dia 01/07/2017 até 15/07/2017


Férias de Julho chegando e nada melhor do que um evento double pra levantar os ânimos do fórum. Chamem seus amigos e desfrutem do evento
DOUBLE ITENS, EXP e DRACMAS





Comentários: 1

Problemas com as contas Olimpianas

Dom 8 Jan 2017 - 13:29 por Quíron

Olá Olimpianos.

Depois de um backup feito no fórum os direitos de administrador de todos os olimpianos foram retirados automaticamente pela Forumeiros. A princípio é para esse erro já ter sido corrigido, se algum Olimpiano ainda estiver com problemas mande mp ou fale comigo no Facebook: https://www.facebook.com/paulohenrique.morais.9

Desculpe o transtorno, Quiron.


Comentários: 0

Vagas de Deuses Menores!

Sab 17 Dez 2016 - 21:20 por Poseidon


Temos vagas!


Final do ano, férias escolares, fórum ativo. Sabem o que isso significa? Sim, estamos precisando de narradores! Sempre quis narrar para seus amiguinhos mas nunca soube como? Pois bem! Siga os passos a seguir e junte-se à equipe!

Perguntas:


Qualquer um pode ser Deus menor?

Sim, mas devem seguir alguns critérios:
1. Estar no fórum a mais de 1 semana
2. Ter noção de narração e combate
3. Saber tudo que tem no Tutorial de combates, rodadas e turnos


Como eu faço para ser Deus?

Mante um MP (Mensagem Privada) para mim, Poseidon, e eu negociarei os cargos com quem estiver interessado.


Mas eu quero ser Olimpiano, como faz?

Primeiramente, todos deveram começar …


Comentários: 0


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Arenas » Arena MvP » 

Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 3]

Minerva

avatar
Deusa Olimpiana
Deusa Olimpiana
Ver perfil do usuário
O dia era como outro qualquer no acampamento, e enquanto os semideuses mais poderosos cumpriam tarefas, escoltavam novos campistas ou cumpriam missões longe das fronteiras mágicas, os iniciantes treinavam na arena, parede de escalada e outros lugares. Não era diferente com o trio que seguia para a arena de batalhas.

Stein havia acabado de ser escoltado, mas já queria treinar mais, depois de uma primeira batalha ardente aos pés da colina meio-sangue. Ele se encontra ocasionalmente com Markeniko e Charllote, que já se conheciam vagamente por serem filhos de Ares e Phobos, respectivamente. O trio parte para o treino no começo da tarde, mas ao chegarem ao local encontram algo diferente do normal. A arena em si era a mesma em estrutura: seus 30 metros de diâmetro, colunas intercaladas com arquibancadas e sem teto. Porém, no chão havia grama, barro e árvores. Cerca de 8 troncos bem grossos dispostos aleatoriamente pelo terreno, algumas perto deles, outras do outro lado e também no centro.

Por entre as árvores mais afastadas dois monstros começaram a trotar de um lado para o outro. Eram centauros, como Quíron, porém esses eram claramente selvagens. Eles tinha arcos já à postos, mas também possuíam espadas em suas bainhas, caso fosse necessário. Eles não atacam de imediato, apenas observam os semideuses, em movimento.


Centauro¹: 350/350 HP
Centauro²: 350/350 HP


Ibagem:

#1

Charllote Effrayant

avatar
Filho(a) de Phobos
Filho(a) de Phobos
Ver perfil do usuário
Era um dia como qualquer outro, exceto pelo fato de um filho de Ares ter me chamado para uma batalha na Arena. Sinceramente, eu não sou boa em combates, nem mesmo sei usar a minha espada, o que ele queria comigo? Me humilhar, talvez. Embora desconfiada eu não podia negar o pedido de um filho do Deus da Guerra, eu entraria em guerra com o Chalé deles.

No caminho para a Arena, Mark e eu, acabamos por encontrar um indefinido, Stein. Ele logo se apresentou e nós o convidamos para ir a um combate. Ele aceitou.

Logo chegamos ao local. Era um espaço imenso, tinha barro, grama e algumas árvores. Confesso que não pensei que seria algo assim, mas como era a minha primeira vez ali, não tinha como falar nada. Longe no campo de combate, surgiram dois Centauros. Algo bem incomum na verdade.
- Quem foi que deixou os irmãos do Quíron aqui? - confesso que foi uma atitude idiota da minha parte, mas eu tinha que dizer isso, não tinha como resistir.

Percebi que os Centauros não iriam atacar logo de começo, por isso decidi correr para o lado, me afastar um pouco do seu campo de visão. Eles tem arcos, e com certeza sabem usa-los, por isso eu iria procurar algum lugar o qual pudesse me esconder, impedir que as flechas me atingissem. Era a única estratégia no momento...


Itens:

Equipamento:

- Elmo Comum
- Peitoral de Couro
- Espada Curta
__________________
Acessórios:

- Máscara do Medo
__________________
Mochila Comum:

-
__________________
Outros:

-
__________________

Habilidades Passivas:

Nível 1 - Aura Fúnebre [Inicial]: O filho de Phobos não tem nada a temer, mas os outros é que costumam temê-lo. Eles emanam uma aura fúnebre. Nesse nível ainda é fraca, podendo apenas dar calafrios e arrepios em quem se aproximar ou avistar o semideus. O alcance da Aura Fúnebre compreende até 5 metros. (+3 VONT)

Nível 2 - Sangue Frio: Todos os Filhos de Phobos praticamente não sentem medo algum, e quanto mais forte vão ficando, menos medo sentem, assim, conseguem agir tranquilamente nas mais extremas circunstâncias. (+5 INT)

#2

Markeniko

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário
Saio do meu chalé e encontro Charllote filha de Phobos, como estava um dia bom e eu havia acabado de matar um grifo, penso que tal chamar ela? Dito e feito chamo ela e obviamente ela não recusaria e realmente não recusou, ela foi comigo pra arena; foi então que encontramos o indefinido Stein, cara gente boa, havia gostado dele e, sim espero que ele descubra seu pai ou mãe rapidamente, pois ele precisaria de sua ajuda.

Adentramos a arena e pela primeira vez em todas as arenas que fui aquela estava diferente, não era aquele clássico chão de terra batida e sim havia grama ali, impressionante, mais além de grama havia também troncos e árvores no chão, então já dava pra deduzir que seria um monstro que se locomoveria bem ali. Poucos segundos depois começo a escutar trotes de cavalos e me lembro o que seria trotes de cavalos como monstro? não pode ser centauros, sim centauros, não era um, eram dois, o que me dificultaria, pois havia 2 pessoas além de min, imediatamente imagino que eles ficariam com um e eu com o outro. Peço a eles:

 -Irina, Stein, cuide de seu centauro que está a sua frente, ao meu lado esquerdo, eu cuidarei desse aqui!!!!

Finalmente chegará a hora de atacar, havia um monstro em minha frente e sim irei para cima, não são arcos que irão me deter. Começo a correr na direção do centauro direito, que apelidarei de barbicha vou para cima e então coloco minha lança como [arma favorita] quando ele tacar sua flecha pulo para o lado e volto a correr e então caso ele vier me atacar com a espada deslizo e me levanto rapidamente e finco minha LANÇA na sua pata traseira.

Pulo para trás tentando levar minha lança junto comigo, para evitar qualquer tipo de contra-ataque do centauro, caso ele vier com o arco e flecha, me escondo atrás do tronco ou de uma árvore que estiver ali perto.

Passivas:
Nível 1 - Ambidestria: O herói controla armas com as duas mãos com total habilidade.

Nível 1 - Regeneração de Batalha I: Os heróis regeneram 5 pontos de vida por rodada, quando estão em batalha.

Nível 3 - Adaptador [Inicial]: Confere nível de perícia [Inicial] para todas as perícias possíveis de serem treinadas. (+ 5 MIRA, AGI, FOR E CON)

Nível 4 - Filho da Guerra: Em batalha, o filho de Ares dificilmente erra seu movimento, executando quase sempre com sucesso aquilo que nasceu para fazer. (+4 AGI)

Nível 4 - Flexibilidade com Armadura: O filho de Ares, poderá se locomover bem em batalhas, de forma que a armadura não lhe causa algum problema, desconforto ou atrapalhe.

Ativas:
Nível 2 - Arma favorita: O filho de Ares escolhe dentre as suas armas a sua favorita e, durante 3 rodadas, ela ganha bônus em seus ataques, sejam cortantes, perfurantes ou esmagadores. Gasta 35 de MP e só pode ser usada uma vez na narrativa.

Equipamentos:


- Elmo Comum
- Peitoral de Couro
- Lança Curta[Elétrica]
__________________
Mochila Comum:

- Poção de Cura [Heroico]x2

#3
Ver perfil do usuário
Minhas expectativas sobre o acampamento estavam erradas. Eu sei que é muito idiota achar que um local cheio de filhos de deuses ia ser normal, mas eu queria manter a esperança de uma vida normal. E essa esperança caiu por terra rapidinho. Quando eu conheci Quíron, eu acho que fiquei com uma cara meio boba. Mas eu não tive culpa! Não é todo dia que se vê aquilo. Mesmo assim, Quíron me instruiu sobre algumas coisas que eu precisava saber, e me mandou para o chalé de Hermes, onde ficaria até descobrir meu pai. Ai você se pergunta: Mas Stein, e se Hermes for seu pai? E eu te respondo que também achei isso no começo. Tipo, nos primeiros 20 segundos, até que vi que eu não me encaixava. Eles eram legais, mas muito energéticos e tinham cara de que iam me pregar infinitas peças caso baixasse minha guarda. Não preciso nem dizer que eu não sou assim.

Depois de conseguir uma cama no chalé, pego meus equipamentos recém ganhados e resolvo treinar um pouco. No caminho, encontro Charllote e Markeniko (Mark, para abreviar) e me apresento. Tive de reunir toda a minha coragem para isso, por que eu não sou desses caras que conseguem falar com todo mundo normalmente, mas fiz isso por que eles evidentemente estavam ali a mais tempo, o que faz tecnicamente daqui a suas casas. Depois de me apresentar, eles também se apresentaram e me convidam para ir a arena de batalhas. Charllote era uma garota legal, mas eu sentia calafrios perto dela não sei por que. Mark parecia ser um Bodybuilder cara legal, então tava de boas.

Quando adentramos a arena, fiquei impressionado com o lugar. Era uma arena grande, sem telhados, com grama, árvores e barro. Uma estrutura bem legal para se treinar. Foi ai que entraram os centauros. Certo, não sou um expert em mitologia, mas sei reconhecer uma figura tão conhecidas como o centauro. Eu sentia no meu ímpeto que algum deles faria uma piadinha sobre aqueles serem os pais ou irmãos de Quíron, o que era errado, mas engraçado. Talvez eu desse um sorriso nesse caso, mas um estava estudando o adversário, então talvez não falasse nada. Com dois centauros que poderiam dar golpes de longa distância (e curta também), o mais sensato era se esconder para não tomar uma flecha na cara, então era isso mesmo que eu faria. Procuraria um tronco ou árvore por perto e correria com tudo até ele. Quando chegasse, me esconderia e ficaria observando os movimentos do inimigo. Se alguém surgisse com um plano melhor do que o que eu estava bolando, talvez eu o acatasse. Afinal, eu nunca fui treinado para matar monstros.


Equipamentos:
-Elmo comum
-Peitoral de couro
-Espada curta
______________________
Acessórios:
-Esfera explosiva [média]



*Pensamentos
-Fala
#4

Minerva

avatar
Deusa Olimpiana
Deusa Olimpiana
Ver perfil do usuário
O filho de Ares, exatamente como deveria ser, foi o único a atacar. O garoto começa a correr de encontro aos monstros e recebeu imediatamente um tiro como represália. No entanto, o garoto era rápido e estava preparado para pular para lado no instante certo. Ele tenta se aproximar do centauro, mas o monstro somente galopa para trás, evitando o campista.

O maior problema foi que como seus dois companheiros somente se esconderam, o outro monstro também começa a segui-lo, e agora ele teria que lidar com dois atacantes, com seus arco armados de flechas. Charllote e Stein estavam a 15 metros deles, mas não tinham a atenção dos centauros.


Centauro¹: 350/350 HP
Centauro²: 350/350 HP

#5
Ver perfil do usuário
Cara, não achei que o Mark fosse solar o centauro sem estudar a situação. Parecia até que ele era filho de Ares, o deus da guerra. Se pá talvez fosse, e isso explica muita coisa. Por sorte, isso acabou que funcionou como o plano que eu estava formulando. Um plano que consistia em distração e ataques por trás das criaturas. Agora que ele fez metade do trabalho, cabe a mim e a Charllote fazermos o resto. Mas ela não estava muito perto de mim, então se eu tentasse falar algo para ela, o centauro poderia ouvir e voltar a atenção para nós. Sendo assim, seguro firme o cabo da minha espada e sigo em direção ao centauro, tentando não ser percebido pelo mesmo. Mesmo ele não estando olhando para mim, ficaria pronto para desviar de um ataque a qualquer momento. Quando chegasse a uns 2 metros do centauro, me preparo, vou um pouco para o lado, saindo do campo de alcance do seu coice, e corro com tudo, fazendo um corte em horizontal na parte de cavalo do corpo do monstro. Tento fazer o corte fundo, para fazê-lo sangrar bastante e eventualmente ficar fraco. Acertando ou não esse ataque, recuo uns 5 metros, preparado para desviar de possíveis flechas e pego minha esfera explosiva, jogando ela com toda a força no centauro. Acertando ou não a esfera, fico preparado para escapar de ataques provenientes dos dois monstros, se possível.



*Pensamentos
-Fala
#6

Markeniko

avatar
Filho(a) de Ares
Filho(a) de Ares
Ver perfil do usuário
Vejo logo que meus amigos me deixaram na mão e fugiram, não pensei que eles fossem fazer isso, mas eu relevo, pois sabia que eu teria ido muito agressivo.

Eu consegui só pensar em correr, pois havia 2 monstros atrás de min e não tinha ninguém pra me ajudar, continuo correndo na direção oposta do monstro, pois pensava que algum amigo viesse me ajudar.

Estou correndo e então sabia que um centauro ia me atacar com a flecha, deslizo até perto de uma árvore e subo nela e fico escondido ali, dentro de suas folhas. Quando o monstro se aproximar pulo com minha lança e tento perfurar seu quadril, fazendo com que ele corra menos.

Provavelmente o outro iria vir atrás de min e acabaria tentando me atacar, é então que pulo para trás e volto a correr, mas dessa vez para longe dos centauros.

#7

Charllote Effrayant

avatar
Filho(a) de Phobos
Filho(a) de Phobos
Ver perfil do usuário
Bem, como é que se diz? Vai dar merda!

Mark, como um idiota e filho de Ares, saiu correndo na direção dos Centauros sem nenhum pingo de noção. Devo dar um ponto pelo belo desvio de flecha, mas que não serviu de nada. Ele logo se via em uma situação de perigo, ruim pra ele, útil para mim.

Eu logo começaria a seguir na direção de um dos Centauros, vagarosamente, tentando evitar o máximo de barulho possível. Seria terrível se ele me percebesse, eu poderia ser atingida por uma "flecha perdida"

Assim que me aproximar o suficiente, iria avançar contra alguma perna dianteira do cavalo, seguindo o ataque pela direita e fazendo um corte no monstro, com minha espada. Meu objetivo era causar um bom dano no equino, o qual impediria de correr, sua maior vantagem.

Assim que o fizesse, recuaria o mais rápido possível, tentando não ser atingida por algum golpe de espada. Assim que tivesse me afastado um pouquinho, pegaria uma pedra do chão e em seguida iria jogar no cavalo que eu ainda não tinha atacado. O objetivo era usar o [Medo] para fazer o animal se importar comigo, dando a chance para meus companheiros atacarem.

Depois da incrível manobra com a pedra, sairia correndo o máximo que podia, tentando evitar qualquer flecha, me escondendo entre as árvores


Habilidades Passivas:

Nível 1 - Aura Fúnebre [Inicial]: O filho de Phobos não tem nada a temer, mas os outros é que costumam temê-lo. Eles emanam uma aura fúnebre. Nesse nível ainda é fraca, podendo apenas dar calafrios e arrepios em quem se aproximar ou avistar o semideus. O alcance da Aura Fúnebre compreende até 5 metros. (+3 VONT)

Habilidades Ativas:

Nível 1 - Medo: O alvo que o filho de Phobos atingir, seja la como, sentirá medo. O uso dessa habilidade consome 15 pontos de energia, e entra em espera por 1 rodada.

#8

Minerva

avatar
Deusa Olimpiana
Deusa Olimpiana
Ver perfil do usuário
Após Mark se envolver em uma enrascada os seus dois companheiros resolvem atacar. Os dois correm, cada um na direção de um centauro, enquanto o filho de Ares começa a correr. Stein é o primeiro a chegar e impede um dos centauros de continuar perseguindo Mark fazendo um corte na sua traseira. O monstro vira com ódio, sacando a espada e atacar o semideus que recua.

Já o segundo continua perseguindo o filho de Ares, atirando uma flecha. O garoto foi inteligente entrando atrás de uma árvore, mas então tem a péssima ideia de escalá-la. Antes que Charllote pudesse impedir, o monstro acerta uma flecha em Mark, que havia se tornado uma presa fácil, pois escalava devagar. O semideus cai no chão com um baque, sentindo dor. Já a filha de Phobos aproveita a total concentração do centauro em Mark para atacar sua pata dianteira esquerda.

O monstro tenta se virar para ela mancando, trocando olhares entre Mark e Charllote, sem saber muito bem quem atacar primeiro.


Centauro¹: 310/350 HP - Stein - -10 HP (Sangramento)
Centauro²: 320/350 HP

#9

Charllote Effrayant

avatar
Filho(a) de Phobos
Filho(a) de Phobos
Ver perfil do usuário
Mark, menos um ponto comigo.

Por sorte, e um pouco de ajuda do Mark, eu havia conseguido completar meu ataque. Eu havia cortado uma das patas dianteiras e agora a coisa ficara manca. Uma boa vantagem. Não podia dizer o mesmo do filho de Ares, ele começou bem, mas cometeu um erro ao escalar a árvore, tipo, o inimigo tem um arco e flecha, pra que escalar? Enfim, eu tinha algo mais importante com o que me preocupar.

Eu tinha uma pequena base de quanto o monstro podia aguentar de pé, além de suas habilidades com o arco, sendo que a vi quando ele atacou meu companheiro. Com ele manco, era o momento perfeito para tentar um ataque, incrivelmente ousado, devo dizer.

Logo eu começaria a correr, indo para a direita, eu tinha certa agilidade, talvez não fosse atingida por uma flecha. Eu iria me posicionar a pelo menos 3 metros do monstro, de sua perna, mais especificamente. Eu tinha um plano um pouco estranho e imprudente.
- Ei, cavalo! O que pensa que está olhando, sua égua!? Venha me pegar se puder! - minha ideia original era tentar uma distração com o monstro, o forçando a me encarar, dando espaço para um ataque do filho de Ares, mas com as palavras que disse, ele iria me atacar, era perfeito.

Seguindo a lógica, o monstro havia perdido bastante velocidade, considerando seu ferimento. Com minha ofensa, ele certamente viria me atacar, ou no mínimo acertar uma flecha. Assim que o monstro atacasse, independente da maneira que fosse, eu avançaria contra o mesmo, fazendo um rápido movimento de ziguezague, sempre preparada para um ataque de flecha. Assim que me aproximasse, iria tentar um pequeno deslize para o lado, para que sua espada não me atingisse, e logo atacaria sua perna dianteira direita. Era uma estratégia imprudente, sem dúvida, mas foi o melhor que consegui pensar, e ainda tinha o filho de Ares ali comigo, sentia que talvez ele me ajudasse.

Assim que desferir o corte na perna do monstro, eu iria recuar um pouco, visando que o monstro estaria morrendo de vontade de me matar, algo bem relevante e irônico.

#10

Conteúdo patrocinado


#11

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 3]

Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum