Herois do Olimpo RPG

Fórum de Mitologia Grega baseado em Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo!

Autores nos tópicos

Dom 2 Jul 2017 - 20:55 por Ártemis

Autores nos tópicos

Recentemente adicionei em todos as postagens do tópico de Tutoriais e Guias bem como
o tópico da Biblioteca o nome de quem fez, quem ajudou a fazer, quem editou (boa parte do conteúdo), e quem ajudou com a ideia.

Assim temos uma visão mais clara de pessoas que, apesar de a maioria não saber, ajudaram com o crescimento e evolução do fórum.

Lembrando que todo o conteúdo criado para o fórum é de autoria do mesmo. Todo "direito autoral" que estabelecemos aqui é de Rick Riordan, o criador das séries Percy Jackson e Os Heróis do Olimpo.


Comentários: 0

EVENTO DOUBLE ALEGRIA DE FÉRIAS

Ter 27 Jun 2017 - 14:28 por Selene

Evento Double Alegria de férias



Evento válido do dia 01/07/2017 até 15/07/2017


Férias de Julho chegando e nada melhor do que um evento double pra levantar os ânimos do fórum. Chamem seus amigos e desfrutem do evento
DOUBLE ITENS, EXP e DRACMAS





Comentários: 1

Problemas com as contas Olimpianas

Dom 8 Jan 2017 - 13:29 por Quíron

Olá Olimpianos.

Depois de um backup feito no fórum os direitos de administrador de todos os olimpianos foram retirados automaticamente pela Forumeiros. A princípio é para esse erro já ter sido corrigido, se algum Olimpiano ainda estiver com problemas mande mp ou fale comigo no Facebook: https://www.facebook.com/paulohenrique.morais.9

Desculpe o transtorno, Quiron.


Comentários: 0

Vagas de Deuses Menores!

Sab 17 Dez 2016 - 21:20 por Poseidon


Temos vagas!


Final do ano, férias escolares, fórum ativo. Sabem o que isso significa? Sim, estamos precisando de narradores! Sempre quis narrar para seus amiguinhos mas nunca soube como? Pois bem! Siga os passos a seguir e junte-se à equipe!

Perguntas:


Qualquer um pode ser Deus menor?

Sim, mas devem seguir alguns critérios:
1. Estar no fórum a mais de 1 semana
2. Ter noção de narração e combate
3. Saber tudo que tem no Tutorial de combates, rodadas e turnos


Como eu faço para ser Deus?

Mante um MP (Mensagem Privada) para mim, Poseidon, e eu negociarei os cargos com quem estiver interessado.


Mas eu quero ser Olimpiano, como faz?

Primeiramente, todos deveram começar …


Comentários: 0


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

 » Arenas » Arena MvP » 

Ir à página : 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 2]

[MvP - Comum***] David - O Macaco Ladrão.

por Éolo em Qua 30 Nov 2016 - 19:42

Éolo

avatar
Deus Menor
Deus Menor
Ver perfil do usuário
Era mais um dia no chalé de Dionísio.

David estava se aprontando para sair em direção a arena quando vê um gorila em sua cama. Tinha mais ou menos a sua altura, mas os olhos não eram furiosos como a da maioria dos símios daquela espécia. Não. Eram espertos e travessos.

Como se sorrisse malandramente a menina inocente, se envolveu coma  gente...Não...Pera... o grande macaco pegou as roupas que estavam na cama e saiu correndo usando suas três patas, deixando o garoto apenas enrolado numa toalha para trás.

Talvez ele tivesse lembrado de pôr uma roupa antes de sair do chalé, mas o desespero foi demais. No caminho, a toalha caiu e todo o acampamento riu ao ver o nudista se dirigir a floresta, atrás de um gorilão preto.

Quando enfim chegaram ao centro do lugar, onde apenas as dríades podiam enxergar o garoto e o macaco ele parou e largou as roupas do garoto. Rolando no chão e rindo como um macaco batendo no peito estufado.

#1

David Rockefeller

avatar
Filho(a) de Dionísio
Filho(a) de Dionísio
Ver perfil do usuário
Liguei o chuveiro.

Senti a água escorrer por meu corpo. As gotas gélidas se chocando fortemente contra minha pele nua, como tiros atingindo diretamente minha alma. Me fazendo tremer. Me fazendo pensar. Me fazendo refletir.

Como muitas poucas coisas fazem.

Minha mente se perdia em uma imensidão de pensamentos, presa em um mar furioso de memórias e recordações. Algumas, que a muito tempo desejo esquecer. Mas que, de alguma forma, sempre vêm a tona para perturbar-me. Esgueirando-se pelas beiradas de minha sanidade, sussurrando palavras de desdém, sem o menor sentido. Outras, tratam-se do que tenho de mais belo e valiosos, e que escondo na parte mais funda e obscura de meu subconsciente. Longe de intrusos, longe de curiosos. E longe de ladrões.

Afinal, não são as memórias as responsáveis por moldar-nos como somos? De definir nosso carácter, nossa identidade própria?

...

Pisquei, saindo de um estado de quase torpor, e fugindo dos pensamentos que surgiriam a seguir. Estranho, disse a mim mesmo em minha mente. De fato, concordei oralmente.

Desliguei o chuveiro.

Levei minhas mãos molhadas a uma toalha, pegando-a e secando meu rosto, primeiramente, e meu corpo, em seguida. Ao final, enrolei-me na toalha, sai do banheiro e senti o ar fresco da tarde chocar-se contra meu torso nu.

E então, algo me surpreendeu.

Veja bem. Quando se é um semideus,e você vive em um mundo de deuses e monstros, faz parte de sua rotina deparar-se com coisas estranhas. E ver um gorila parado no meio do seu chalé não faz parte dessas estranhezas. Tanto que chega a ser, no minimo, bizarro. E tanto, que por um momento, pensei ainda estar sob efeito do vinho ingerido mais cedo. Mas não, estava totalmente sóbrio. O que também é estranho.

Olhei para o gorila, encarando seus olhos animalescos. E ele fez o mesmo, retribuindo com um olhar travesso, malandro e, mais uma vez, estranho.

Não tanto quanto ele roubar minhas roupas e, logo em seguida, fugir.

– O que? – Foi o único som que produzi, enquanto olhava para o símio correndo ao longe. – O QUE? – Gritei dessa vez. Assimilando, por fim, toda a situação.

E assim como o símio, corri. Com uma toalha enrolada na cintura, um anel esquisito no dedo e brandindo uma espada loucamente, além de gritando ameaças e xingamentos direcionadas ao animal. Talvez eu estivesse chamando muita atenção. E talvez eu devesse ter vestido pelo menos uma cueca antes de sair correndo pelo Acampamento, mas né, na pressa, esquecer algo é inevitável. Só fui me tocar de meu erro quando a toalha escorregou de meus dedos, caindo no chão e deixando à mostra meu corpo nu, exposto para dezenas de semideuses tarados.

Deveria envergonhar-me, mas pouco me importei. Se quisessem olhar, que olhassem. Se não, foda-se.

E então, voltei a correr loucamente. Dessa vez, entrando na floresta e seguindo o gorila por alguns minutos, até que por fim paramos no meio de inúmeras árvores. Como se planejado, o gorila largou minhas roupas e ficou fazendo coisas de símio. Mais uma vez, estranho.

Olhando para tal cena, decidi caminhar até minhas roupas, calmamente e lentamente, para não provocar o gorila, ou pelo menos não irritá-lo. Pegando-as, me afasto um pouco do animal. Tudo certo, visto apenas a cueca, enquanto dou uma piscadela para uma dríade que por aqui passava, e que, por sinal, não tirava o olho do meu corpo, em especial de minha intimidade

– Então, por que me trouxe aqui? – Perguntei ao gorila, embora não esperasse nenhuma resposta. Ele é um animal, antes de tudo. E animais não falam. Pelo menos os normais. Mas né, qual a chance disso ficar ainda mais estranho?

#2

Éolo

avatar
Deus Menor
Deus Menor
Ver perfil do usuário
O gorila deu uma cambalhota, ainda naquela mania símea de gritar que também poderia ser uma risada histérica. Não dava para saber, mas, ao ouvir a pergunta do garoto, o brilho travesso anterior voltou aos olhos do macaco.

- Porque eu preciso de sua ajuda. - Disse com uma voz que parecia meio fera, meio humana. Em relação de timbre vocal, ele se encaixaria em um coral como baixo

Ele desenhou no chão um planeta, uma nave, que parecia cair na terra e algumas jiboias envolvendo a nave e expulsando o pobre macaco.

- Eu vim do Planeta dos Macacos e minha nave caiu aqui, eu preciso da tua ajuda para me ajudar a espantar essas cobras. - Disse dando cambalhotas.

#3

David Rockefeller

avatar
Filho(a) de Dionísio
Filho(a) de Dionísio
Ver perfil do usuário
Em questão de segundos, tudo ficou ainda mais estranho.

Isto é, na medida do possível.

De fato, estava certo sobre meu palpite anterior. Não fui atraído para o meio dessa floresta pelo simples acaso ou algo assim, mas sim pela vontade do gorila que, aparentemente, estava em uma busca desesperada por algum semideus para ajudá-lo no que quer que fosse preciso. E para sorte sua, ou azar dependendo do ponto de vista, ele me encontrou e usou do pequeno furto como um meio de me trazer para cá.

Ele foi esperto, ou até mesmo inteligente.

Ouvi sua história com bastante atenção, uma pitada de curiosidade e fascinação. De fato, até que era uma história interessante.

Mas um tanto estranha.

- Talvez possa ajudá-lo, mas antes tenho uma pergunta: O que eu ganho se fizer isso? - Perguntei, na maior cara de pau.

Poderia ajudá-lo sem pedir nada em troca, mas não irei arriscar meu pescoço enfrentando algumas serpentes sem ganhar nada. Não faz parte de mim ajudar ou outros. Mas talvez possa fazer uma exceção.

Isto é, desde que valha a pena.

Por fim, espero a resposta do símio.

#4

Éolo

avatar
Deus Menor
Deus Menor
Ver perfil do usuário
O gorila virou levemente a cabeça prestando atenção no que o humano pedia. Ganancioso. Ótimo!

- Tenho uma coisa que acho que ia gostar na minha nave. Um dos artefatos dos humanos que consegui ha muitos anos! - Ofereceu com aquela voz estranha.

Disse isso e rumou novamente floresta adentro, deixando apenas os barulhos símios característicos para que o garoto seguisse.

#5

David Rockefeller

avatar
Filho(a) de Dionísio
Filho(a) de Dionísio
Ver perfil do usuário
Um fino sorriso se formou em meu rosto no momento que ouvi a proposta do gorila, deveras interessante.

- Aceito. - Digo, por fim.

Após, sigo o gorila para mais dentro da floresta, cantarolando uma música qualquer para me distrair.

#6

Éolo

avatar
Deus Menor
Deus Menor
Ver perfil do usuário
O gorila, feliz pela proposta aceita, ainda expressava aquele brilho travesso em seus olhos, enquanto rumavam floresta adentro.

Em dado momentos, o garoto foi içado de cabeça para baixo no chão. Uma armadilha simples e bem escondida o havia pego pelo pé direito e o levado às alturas.

Abaixo, ele podia ouvir as risadas símeis do gorila, de forma descontrolada

— Você foi trollado pelo Sarutroll. — Disse, enquanto dava uma pirueta no ar, com aquele uah, uah, uah, símio característico.

Era uma criatura que gostava de brincadeiras. É aquela tinha sido mais uma de suas pegadinhas. O garoto cairá.

#7

David Rockefeller

avatar
Filho(a) de Dionísio
Filho(a) de Dionísio
Ver perfil do usuário
- Ótimo, agora tenho que aturar isso. - Praguejei em grego antigo, enquanto pensava em uma forma de libertar-me da armadilha criada pelo gorila.

Empunhando a espada, tento cortar a corda que me segura, caindo no chão em seguida. Tento cair em pé. Se conseguir, ótimo. Se não, me levanto no chão.

- O que você quer, afinal? – Disse, apontando a espada para o animal símio.

#8

Éolo

avatar
Deus Menor
Deus Menor
Ver perfil do usuário
O garoto caīra em pé, com a espada apontada para a garganta do macaco, que levantou as duas mãos em resposta, mas sua expressão ainda era travessa. Um dos pés agarrou uma pedra no chão e lançou-a contra o rapaz, enquanto ele dava cambalhotas para trás, aproveitando-se das muitas arvores da vegetação fechada para se esgueirar por elas.

Não demorou para o que parecia ser um monte de manga podre descer dos galhos na direção do filho de Dionísio.

— Só quero brincar! — Disse a voz do símio, vindo de cima.

#9

David Rockefeller

avatar
Filho(a) de Dionísio
Filho(a) de Dionísio
Ver perfil do usuário
Sinceramente, já estou ficando farto dessa brincadeira idiota, e principalmente desse gorila. A cada minuto que se passa, mais minha paciência se esvai. E logo chegará o momento em que ela irá se esgotar completamente.

O que não vai ser nada bom.

Movo-me rapidamente para os lados, de modo a esquivar do maior número possível de mangas, e logo em seguida estalo os dedos, induzindo o animal a um estado de [Euforia].

Espero que isso seja o suficiente para que ele caia da árvore.

Se isso acontecer, ando lentamente até ele com a espada em mãos. Assim, realizo um leve corte em seu peito, mas fundo o bastante para fazer um pequeno rastro de sangue surgir.

Incitando-o.

- Você quer brincar, não é? Então vamos brincar! - Digo em seguida.

Se ele não cair, apenas espero. Uma hora ele terá que descer.


Nível 1 - Euforia: Pode deixar o oponente levemente bêbado, tonto e tendo ilusões. O uso desta habilidade requer 10 pontos de energia e entrará em espera durante 4 turnos.

Habilidades Passivas:

Nível 3 - Perícia com Espadas [Inicial]: Confere nível de perícia [Inicial] para a perícia com espadas. Permite que o herói treine suas outras perícias até o nível [Inicial]. (+5 FOR)

Nível 4 – Agilidade [Inicial]: O herói tem facilidade de se esquivar de objetos, monstros ou outras coisas que vem em sua direção, ás vezes de golpes. (+5 AGI)

#10

Conteúdo patrocinado


#11

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 2]

Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum